segunda-feira, 2 de junho de 2008

DEBQ EM AÇÃO, A Utilização da Gincana como Elemento Motivacional

Durante os meses de setembro, outubro e novembro de 2007, o DEBQ sede em Recife realizou uma gincana pedagógica muito construtiva. As classes, através de uma competição sadia, demonstraram o aprendizado desenvolvido nas aulas. A Classe campeã mostrou muita garra e espírito de equipe durante as atividades.
A Gincana Quadrangular foi realizada com o intuito de motivar, despertar e organizar a aprendizagem de forma lúdica. O seu desenrolar se deu enquanto estudávamos o Evangelho Quadrangular: História e Doutrinas. As atividades da Gincana foram permeadas por esse tema.
Podemos considerar que essa atividade teve dois pontos altos. O primeiro foi quando solicitamos que cada classe confeccionasse um cartaz explicativo das quatro doutrinas fundamentais da IEQ. Deveriam explorar os símbolos, as cores e as faces correspondentes do livro de Ezequiel relacionadas a cada doutrina. Com o cartaz em mãos, dois alunos de cada classe ficaram responsáveis em explicá-lo perante todos os alunos do DEBQ.
O outro momento se deu na apresentação requerida de cada classe. Como atividade mais importante da Gincana, as turmas ficaram responsáveis em realizar uma apresentação que tivesse como tema o Evangelho Quadrangular. Tivemos peças teatrais, coreografias que utilizaram hinos da IEQ (hino oficial, hino de missões, etc) e teatro de fantoches.
Essas duas atividades, devido à criatividade, inovação e

boa apresentação pelos alunos, foram reproduzidas nos cultos de domingo à noite. Assim, além do reforço da aprendizagem extra classe, também divulgamos o DEBQ de forma consistente e criativa.
Nosso êxito se deu devido ao apoio irrestrito do nosso pastor. O Rev. Valdir Facioni, com sua visão educacional e espírito guerreiro, orientou e abençoou essa atividade.
A equipe de senhoras, classes Mulheres Guerreiras (professoras: irmãs Lizete e Neuza) e Mulheres Vitoriosas (professoras: irmãs Verônica e Edjane), sagrou-se campeã da Gincana. Contudo, sabemos que a Educação Bíblica e todos que fazemos parte da IEQ sede saímos vencedores.

CUIDADOS COM A REALIZAÇÃO DE GINCANAS

1) Quanto a sua duração. Muitas vezes iniciamos uma gincana e por muito demorar a tornamos enfadonha. Parece não ter conclusão; as pessoas não sabem que terminou.
2) Quanto à flexibilidade. A gincana deve ser planejada. No entanto, não pode ser escrava do planejamento. A Escola Bíblica é um departamento da igreja, que algumas vezes pode ter outra atividade de maior importância. As tarefas da gincana devem ser modificadas quando necessário.
3) Quanto ao tempo da aula. Normalmente a gincana se faz no próprio dia da Escola Bíblica. Ou seja, a atividade requerida pela gincana é construída durante a semana e apresentada na Escola Bíblica. Deve ser usado o tempo após a aula, sob orientação do pastor. Nada de dez alunos para explicar algo no mesmo dia. Que haja uma divisão das apresentações. Mesclar uma atividade demorada por equipe a cada dia com atividades rápidas com mais equipes. Lembre-se: a demora para liberar os alunos pode acarretar numa desistência de alguns para o próximo encontro.
4) Quanto às atividades. A gincana não deve ter o espírito de competir por competir. A competição deve ser usada apenas como agente motivador. Os objetivos educacionais devem estar claros. As atividades devem requerer do aluno a utilização, de forma criativa, do aprendizado em sala de aula.
5) A gincana é meio e não fim. Devemos ter claramente a idéia que a gincana é uma tarefa de apoio a Escola Bíblica que tem como finalidade a educação. Quando a gincana perder esse alvo ela estará andando por um caminho não desejado. Tudo deve ser feito sob a bênção do pastor, sempre compartilhado com os professores e guiado pela vontade de Deus através da oração.

Celson Coêlho
Diretor DEBQ-PE
Editor do Blog

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho