sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

O (MAL) INTERESSE DA MÍDIA PELA FÉ

Já tem sido comum ouvirmos a frase que agora ser CRENTE é chique; está na moda. Pela quantidade de celebridades se convertendo (aqui não nos interessa juízo de valor). Pelos tele-evangelistas com horários tão nobres na programação das emissoras. Pelos shows e grifes evangélicas... Tudo isso desperta até quem não tem muito interesse pelo Evangelho de Cristo.

Escrevo está postagem (curta) para lembrar aos leitores o grande interesse da mídia escrita, mais precisamente as revistas de circulação nacional, em abordar algo sobre a religião, e por que não dizer sobre a fé evangélica.


Tal atitude tem sido comum principalmente nos meses de dezembro. Fim de ano, chegada do natal, superstição, etc, etc... Num breve apanhado que fiz na “internet” observei as capas de três grandes revistas de circulação nacional. Todo mês de dezembro é isso. Você pode até dá uma olhada nos sites dessas revistas (como de outras) e acessar o “link” edições anteriores e procurar as edições de dezembro de cada ano e irá concluir que o ciclo se repete.

Primeiramente lembremos que os evangélicos são uma “fatia” desejada de consumidores no Brasil. Veja o que diz o site do Ministério de Apoio com Informação (antigo site da SEPAL) sobre a população evangélica no Brasil: “Se o crescimento dos evangélicos no Brasil entre 1991 e 2000 continuar com a mesma média (cerca de 7,43% ao ano), a população evangélica brasileira em 2009 estará em torno de 49,9 milhões e chegará a APROXIMADAMENTE 55 MILHÕES NO ANO 2010. EM 2022, OS EVANGÉLICOS PODERÃO CHEGAR A 50% DA POPULAÇÃO BRASILEIRA.” (destaque meu)

55 milhões de leitores em potencial concede uma boa inspiração para escrever não é verdade?

Em segundo lugar, não esqueçamos o grande interesse da mídia brasileira em invalidar a fé cristã. Sutilmente expõe algo que parece ser tão inocente para os evangélicos, mas na verdade está tentando minar aqueles que são menos atentos.
Nos é válida a orientação de Paulo: “Julgai todas as coisas, retendes o que é bom.” (1Ts 5.21)
Fica o alerta para nossos leitores...

PARA LER MAIS TEXTOS SOBRE O ASSUNTO CLIQUE:

O Crescimento dos Evangélicos no Brasil

A Revista Veja e sua Publicidade Negativa Sobre a Bíblia

Celson Coêlho
Diretor do DEBQ-PE
Editor do Blog

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho