quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

TUDO COMEÇA EM DEUS


Gênesis: O princípio de todas as coisas
Com esta revista (baseada em Gênesis), estamos dando início a um novo currículo para a compreensão da Bíblia toda, onde a família Quadrangular estudará a Bíblia, livro por livro. Nosso objetivo é que o texto bíblico seja exaustivamente examinado no contexto da maior escola do mundo, a escola bíblica.
Gênesis, o primeiro livro da Bíblia, recebeu este título devido à ênfase de seu tema central: o Princípio de Todas as Coisas. Gênesis foi escrito por Moisés aproximadamente em 1443 a.C.
Apesar desse livro ter dado origem a inúmeras teorias científicas e sistemas filosóficos posteriores, ele não é um relato científico e nem se ocupa com esse tipo de questões. Como diz o cientista cristão, Adauto Lourenço, “aceitar a existência de um Criador é um ato racional. Aceitar quem é o Criador é um ato de fé.”
Gênesis é parte integral da revelação de Deus, por meio de sua Palavra, que culmina em Cristo. Como escreveu Alan Richardson, Gênesis “é a consciência do homem acerca de sua existência na presença de Deus, sua dependência dele e sua responsabilidade perante Ele.”
Esse livro é a fonte onde manam grandes verdades bíblicas: a doutrina de Deus, do homem, do pecado, da salvação, etc. Trata diretamente da origem do universo, da formação do homem e da mulher, da entrada do pecado no mundo, das primeiras civilizações do mundo, do dilúvio universal, da torre de babel, e narra a história de alguns dos maiores personagens que compõem a galeria dos heróis da Fé, entre os quais estão Noé, Abraão, Isaque, Jacó e José.
Portanto, compreender o livro de Gênesis é essencial para entendermos o restante da Bíblia. O livro tem um conteúdo tão rico e abrangente que seria difícil esgotá-lo em 13 lições. Deste modo e por falta de espaço, abordaremos algumas partes de forma sucinta, mas extraindo ao máximo as preciosas lições de aplicação espiritual.
Oramos a Deus para que lhe abençoe no estudo destas lições, vivificando a sua Palavra de tal maneira que produza fortalecimento espiritual.
O banquete está servido, a mesa é farta. Alimentemo-nos!

Pr. Josadak Lima
(extraído da Revista DEBQ Ano 3 / Nº 1, Tudo Começa em Deus, pg 6)

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho