quarta-feira, 7 de março de 2012

61ª CONVENÇÃO NACIONAL E ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DA QUADRANGULAR



Estamos às portas da 61ª Convenção Nacional da Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ). Esta convenção, que ocorrerá do dia 27 a 29 de março, em Camburiu-SC, reveste-se de grande importância devido a eleição para presidente do Conselho Nacional de Diretores (CND).

Na verdade esta eleição também abrange outros cargos do CND. Conforme informativo oficial de convocação estarão em disputa os seguintes cargos, além de presidente: 2º Vice-Presidente, 3º Vice-Presidente, 2º Secretário e 1º Tesoureiro . Contudo, a maior visibilidade é concedida a disputa pela presidência.

Conforme estatuto, “O CND é órgão superior de unidade da igreja, com funções legislativas, deliberativas e administrativas, nos limites deste Estatuto e sua conduta se estriba nos princípios da legalidade, moralidade e impessoalidade.” (Artigo 66, 2006; destaque meu)

Disputam a presidência nacional da IEQ: Rev. Jayme Paliarin, atual 1º vice presidente do CND; Rev. Mário de Oliveira, atual presidente do CND; e Rev. Waldir Agnello, atual 1º vice presidente do CED-SP. Cito os candidatos por ordem alfabética. Está ordem também deverá ser a da cédula de votação (ou outro meio usado). Tendo em vista coincidir com a regra estatuária: “O Presidente da Comissão eleitoral mandará confeccionar cédulas, obedecendo à ordem de preferência, do primeiro ao último lugar, por ordenação no ministério, do mais antigo ao mais novo.” (Artigo 70, parágrafo 2º, 2006).

I – PERFIL DOS CANDIDATOS
Rev. Jayme Paliarin

Natural de São Paulo, nasceu em 12 de março de 1932. Casado com Nancy Augusta da Rocha Paliarin. Tem quatro filhos.
Ingressou na IEQ em agosto de 1955, também data de entrada no ministério. Consagrado Ministro do Evangelho em 10 de janeiro de 1956. Foi Superintendente Regional em Bauru, Secretário Executivo do CND de 1976 a 1988, de 1992 a 1993 e de 1996 a 2000. Em 2010 foi eleito 1º vice presidente do CND. Atualmente desenvolve ministério em Campo Grande, Mato Grosso.
Graduado em Ciências Jurídicas, foi vereador e presidente da câmara de vereadores de Bauru-SP e deputado federal por São Paulo.

Rev. Mário de Oliveira

Natural de São Paulo, nasceu em 3 de novembro de 1945. Casado com Bianca Oliveira. Tem dois filhos.
Ingressou como obreiro da IEQ em 28 de maio de 1965. Foi superintendente e Supervisor no Estado de Minas Gerais, Vogal do CND. Eleito presidente do CND em 1996, 2000, 2004 e 2008.
É deputado federal por Minas Gerais por quatro mandatos consecutivos.

Rev. Waldir Agnello

Natural de São Paulo. Casado com Roseli Agnello. Tem 3 filhos.
Ingressou no ministério em 1985. Foi professor e vice presidente nacional do ITQ, diretor da Editora Quadrangular. Foi Secretário Nacional de Comunicação. No estado de São Paulo foi Secretário Estadual da EBD, Coordenador Estadual do diaconato, 1º tesoureiro e, atualmente, 1º Vice Presidente reeleito do CED.
Graduado em Administração de Empresas e Economia, com MBA em Logística empresarial. É professor no curso de pós-graduação da FGV e consultor empresarial. Foi deputado estadual em São Paulo por dois mandatos, sendo 1º vice presidente da ALESP.


II – PROPOSTAS DOS CANDIDATOS

Os três candidatos expõem suas propostas de administração na internet. Após pesquisa em seus sites, observei que os pastores Jayme Paliarin e Waldir Agnello têm uma divulgação mais ampla dessas propostas. O pastor Mário de Oliveira, salvo engano, divulga suas propostas em vídeos no Youtube. Ao final do texto publico seus sites e propostas.

Lembremos da importância dessas propostas. Sabendo que estamos lidando com homens de Deus, devemos acreditar que cumprirão aquilo que estão propondo, ou, ao menos, trabalharão para isso.

Abaixo compartilho considerações sobre o processo, algumas são relativas a propostas.


III – O PAPEL DA INTERNET NO PROCESSO

“Seja no Egito, Espanha, Estados Unidos ou Brasil, o poder da internet como meio capaz de reunir milhares de pessoas para protestar, apoiar, criticar ou defender uma causa dá cara a um admirável novo mundo.” Com esta epígrafe, o caderno Arrecifes, do Jornal do Comércio, destacou a importância da rede mundial de computadores para arregimentar pessoas para movimentos comuns. O título da reportagem é “A Mudança Parte da Rede”. (12/02/2012)

Os três candidatos estão atentos a importância das Redes Sociais para o pleito. De início, no dia que oficializaram suas candidaturas, os três realizaram as devidas divulgações no Facebook e Twitter. Comum a eles também é a manutenção de suas páginas pessoas na rede. Nelas, divulgam biografia, propostas, princípios e vídeos com testemunhos e apoios.

A professora Maria Eduarda Rocha, da UFPE, esclarece que “uma das grandes características do país [o Brasil] é o amplo uso dessas ferramentas [Redes Sociais]. O tempo médio que o brasileiro dedica às redes sociais é acima de muitos outros países. (Arrecifes, Jornal do Comércio de 12/02/2012).

Essa realidade tem sido palpável para muitos de nós. Anteriormente não tínhamos conhecimentos do processo eletivo para presidente da IEQ, nem dos candidatos e muito menos de suas propostas.

Não dispondo de pesquisas de opinião oficial sobre o pleito. Alguns sites mantêm enquetes on line sobre a intenção de votos. Como é o caso do Blog Opinião e Fatos (clique AQUI) e do site Informe Quadrangular (AQUI).

Vale ressaltar que não existem parâmetros para aferir o possível eleitor nestas enquetes on line, tendo em vista os seguintes pre requisitos para votar: ser membro do ministério da IEQ; está inscrito na atual convenção e, logicamente, estar presente no local da convenção.


IV –CONSIDERAÇÕES

1. Lembre-se antes de tudo: seu voto é secreto! Sendo assim, ore a Deus e analise cada candidato. É inconcebível um líder, formador de opinião, exercer seu voto sem realmente analisar os candidatos. Depois será colhido o que for plantado.

2. Devemos analisar fatores relevantes mais do que ter mais ou menos idade, mais ou menos tempo de ministério, o novo ou o antigo. “A essência de algo não está em sua pura e simples cronologia” (Hermisten Maia). O valor do presidente para IEQ não está no nome ou idade. Está em seu histórico, propostas e, principalmente, seu compromisso com Deus e com a igreja.

3. Deve-se considerar uma real e exequível proposta de trabalho para o norte e nordeste do país. Estas regiões parecem viver um pouco a margem de nossa igreja. Residi por 6 anos em Manaus e de volta a Recife, estou a 8 anos. De informação a apoio missionário, o relacionamento entre essas regiões e o eixo sul-sudeste é deficitário. Não foi este o relacionamento da igreja Quadrangular Internacional para abertura da obra no Brasil. Também não foi esse o relacionamento aplicado pelos pioneiros Quadrangulares nacionais. É de suma importância que o candidato exponha uma boa proposta sobre essas regiões.

4. Não chegaremos à maioridade de nossa igreja sem uma boa e ampla estrutura educacional. Quando digo maioridade, refiro-me a uma igreja grande e saudável, que vela pelas coisas de Deus. O Sistema Educacional teve um considerável desenvolvimento nos últimos 5 anos. Contudo, esses passos seriam mais largos e firmes se houvesse maior apoio. No desenvolvimento educacional, se encaixa a Editora Quadrangular. A editora poderia ser um braço da educação. Poderia estar, primeiramente, a serviço da educação quadrangular. Essa é a forma que atuam a CPAD, na Assembléia de Deus, e a JUERP, na Batista. Assim desenvolveram educação teológica e escolas bíblicas fortes. Bases para uma igreja saudável. Acredito que deve-se considerar uma proposta de apoio a Educação Quadrangular.

5. Qualquer sociedade que se fundamenta sobre uma real democracia não abre mão de estabelecer limites para reeleições. Devemos analisar se reeleições ininterruptas são sadias para administração da igreja. Um antigo estatuto da IEQ que tenho em mãos assim registra: “Todos os membros do referido conselho serão eleitos pela Convenção Nacional por maioria simples de votos... com direito à reeleição consecutiva exclusivamente por mais um mandato.” (Artigo 22º, parágrafo 1º; não consegui identificar o ano do estatuto) Em apostila usada pelo ITQ por correspondência, encontramos: “reeleição permitida apenas para mais um período de quatro anos.” (MARQUES, Cairo. Administração Eclesiástica, 1998, pg 13).

6. “Tudo, porém, seja feito com decência [euschemonos] e ordem [taksis].” (1Co 14.40) Entendo que o verso em pauta refere-se ao culto, tornando-se princípio regulador do mesmo. Porém, sugiro aplicá-lo ao desenrolar do pleito. Antes, durante e após a convenção. A decência refere-se ao que é decoroso e honesto. Paulo usa o mesmo termo em Rm 13.13: “Andemos dignamente [euschemonos], como em pleno dia...” A dignidade da metáfora de andar em pleno dia (na luz), refere-se a não fazer as escondidas, às escuras. Ideia reforçada por deixar as trevas (Rm 13.12) e em nada se dispor na carne (Rm 13.14). Está dignidade [euschemonos] também é referida pelo apóstolo ao tratar do amor fraternal (entre irmãos; desculpem a redundância). “No tocante ao amor fraternal... estais por Deus instruídos que deveis amar-vos uns aos outros;... estais praticando... Contudo, exortamos, irmãos, a progredirdes... de modo que vos porteis com dignidade [euschemonos] para com os de fora...” Ou seja, o desenvolvimento do amor fraternal revela dignidade (decência) para com os de fora. O outro termo, ordem [taksis], foi referido por Paulo ao revelar sua alegria em relação aos colossensses. Eles estavam em “boa ordem [taksis]” (Cl 2.5), mesmo na ausência paulina. Em Hebreus 5.6 e 10, ao referir-se a “ordem [taksis] de Melquisedeque”, revela a qualidade ou caráter de Melquisedeque. Que a decência e ordem ao qual referimos, revele qualidade e caráter no desenrolar do pleito.

Que Deus abençoe os reverendos Jayme Paliarin, Mário de Oliveira e Waldir Agnello!

Que Deus abençoe a 61ª Convenção Nacional de Pastores da IEQ!

Que Deus nos abençoe!


LINKS

Pr. Jayme Paliarin

Pr. Mário de Oliveira

Pr. Waldir Agnello
Site
Youtube

Celson Coêlho
Editor do Blog

4 comentários:

oapocalipse disse...

Parabéns pela sobriedade do seu artigo!

EBQRECIFE disse...

Salvo engano, o link indica que o comentário foi postado pelo Pr. Sinésio, autor do blog O Apocalipse.
Considerando essa hipótese:
Paz!
Grato por sua visita e comentário. Sua palavra reveste-se de relevância tendo em vista o homem de Deus que é, e seu trabalho tanto na igreja local como na IEQ em geral.
Que Deus abençoe sua vida, família e ministério!
Conto com suas orações e, se possível, divulgação do blog.

Abraços,
Celson Coêlho

Gleyce Souza disse...

Celson, Paz!!
-Tenho agradecido a DEUS pelas pessoas que agregam na minha vida.
E você tem contribuido bastante para tal.
Que DEUS te abençoe muito!!!

EBQRECIFE disse...

Oi Gleyce, PAZ!
Você por aqui? Que bom!
Agradeço a Deus que, por sua misericórdia, tem me abençoado e tem abençoado outras pessoas através da minha vida. (Conforme Sua vontade)
Também agradeço a você pela visita, comentário e palavras abençoadoras.
Deus abençoe sua vida e seu ministério na IEQ Cajueiro. Que Ele realize os desejos do teu coração.
Abraços ao Pr. Josenildo...
Conto com suas orações e divulgação do blog.

Celson Coêlho

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho