sábado, 14 de março de 2015

EM QUEM ESTÁ NOSSA CONFIANÇA? (Romanos 8)

*Celson Coêlho

Acabo de finalizar minha leitura bíblica de hoje em Romanos 8.
Não poderia ocorrer algo melhor. Que capítulo tremendo.

Quando passamos pelo capítulo 7, Paulo fala da lei e do pecado. Certa tristeza abate nosso coração ao ver o grande apóstolo falar da guerra interior que ele próprio sofria. Se ele vivia maus bocados, imaginemos nós? É o que pensamos...
A conclusão do escritor é alarmante: “Desventurado homem que sou! QUEM ME LIVRARÁ DO CORPO DESSA MORTE?” (Rm 7.24).

Se pararmos a leitura bíblica por aí parece que não tem jeito. Essa é a triste realidade do homem.
Mas não é bem assim...
No capítulo 8 é como se ele dissesse: “Podem parar com isso! Tem jeito sim e eu mostrarei qual o caminho. Antes que vocês desfaleçam, deixem eu lembrar um a coisa: “NUNHUMA CONDENAÇÃO HÁ PARA OS QUE ESTÃO EM CRISTO JESUS!” (Rm 8.1)

Ele continua com maestria revelando como “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8.28).
É impossível sim ao homem, mas o próprio Deus providenciou a solução:

“Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando seu próprio filho, em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus na carne, o pecado.” (Rm 8.3)

Para que possamos vivenciar isso a cada dia, temos que tirar essa certeza de algum lugar. Não pode ser apenas de nossas forças ou entendimento, é muito pouco. Aí o apostolo nos diz: “Calma! Eu sei que é difícil, também não consegui.”

Por isso “o próprio Espírito testifica com nosso espírito que somos filho de Deus” (Rm 8.16) é ele quem “nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós, sobremaneira, com gemidos inexprimíveis” (Rm 8.26).

Ora meu irmão, com toda sinceridade. Eu poderia dizer ao escritor bíblico: “Paulo, pode parar por aqui. Já é suficiente. Já me sinto encorajado. Aleluia! Que coisa boa.”
Mas o Espírito Santo, através do apóstolo Paulo, sabe que não é suficiente devido a nossa falência espiritual. E o término do capítulo 8 nos encoraja sobremaneira:

“Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?” (Rm 8.31 e 32)

Paulo continua com perguntas retóricas para nos lembrar na conclusão do último versículo:

“NADA PODERÁ NOS SEPARAR DO AMOR DE DEUS, QUE ESTÁ EM CRISTO JESUS, NOSSO SENHOR.” (Rm 8.39)

 Aleluia!
Glória a Deus!
.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho