terça-feira, 24 de março de 2015

DICA DE LEITURA - De Dentro Para Fora, Larry Crabb


De Dentro para Fora, Larry Crabb, Editora Betânia, 256 pg.

Há algum tempo almeja ler esse livro. Na verdade há alguns anos ouvi a sugestão de um pastor e achei interessante o título e o assunto proposto.
Caminhei por outras leituras e guardei a informação.
Voltado o interesse pelo livro, fui à procura e comecei a leitura.

Sinto-me um pouco decepcionado com o texto. Muito longo e nada cativante.
Um dos comentários sobre o texto, na contra capa, diz que o autor é “inteiramente bíblico”. Bem, não foi o que se mostrou nesse escrito.

Quando Crabb faz uso do texto bíblico, como no capítulo 8 (O Problema da Cobrança), ao abordar a realidade de Jó, o faz de forma cativante e condizente.
Em outros momentos, de forma bem diluída, também aborda a questão da transformação interior a partir dos princípios bíblicos. Contudo, quem espera princípios bíblicos para a transformação interior se decepciona.

O gosto de decepção também se deu quando li outro livro de sua autoria, "Em Nome do Pai". Tratava sobre oração. (clique AQUI e veja sobre esse livro)
Quem tiver uma boa disposição e base no assunto sobre aconselhamento ou psicologia poderá gostar o livro. Caso contrário, será difícil encará-lo.

O livro não é fácil de encontrar. É da Editora Betânia, com edição de 1992. (No próprio site da editora consta como esgotado, clique AQUI)

Guardadas minhas limitações, achei uma leitura regular.

Celson Coêlho

3 comentários:

Dalva Lima disse...

Bom dia Nelson!Estou procurando este livro,pois li-o à época desta edição... Foi me útil em algumas partes e,agora queria rever...Porém, me presentei os que tinha e...fiquei sem... Não queres me vender este teu? Obrigada

Dalva Lima disse...

Ai...desculpa a desatenção... Celson...

Celson Coêlho disse...

Olá Dalva Lima, PAZ!
Desculpa pela demora em responder. Faça contato pelo email ebqrecife@hotmail.com.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho