sábado, 7 de novembro de 2015

O LÍDER QUE NÃO QUIS SERVIR



“Meu dedo mínimo é mais grosso do que os lombos de meu pai.” (1Reis 12.10)

Salomão reinou em Israel por 40 anos. Seu Reinado foi conhecido por sua sabedoria e pelas construções vultosas. Após sua morte, reinou em seu lugar Robão, seu filho.
De início, Roboão precisou tomar uma decisão que seria crucial para continuação do que seu pai havia começado. Os seus liderados, o povo de Israel, tinha um questionamento:

“Teu pai fez pesado o nosso jugo; agora, pois, alivia tu a dura servidão do teu pai e o seu pesado jugo que nos impôs, e nós ti serviremos.” (1Rs 12.4)
Ele pediu ao povo para pensar e ao final de três dias daria a resposta. Nesse período o rei buscou o conselho dos anciãos que eram sempre consultados nessas questões e que auxiliaram seu pai, Salomão, durante seu sábio reinado. Assim orientaram o novo rei:

“Se, hoje, te tornares servo deste povo, e o servires, e, atendendo, falares boas palavras, eles se farão seus servos para sempre.” (1Rs 12.7)
O direcionamento foi dado, cabia ao rei seguir ou não. Nas palavras dos anciãos encontramos algumas verdades valiosas para liderança. Vejamos elas:

1. A atitude de líder tem o “poder” de conquistar seus liderados (se hoje os servires, se farão seus servos);

2. O líder tem que observar com atenção os questionamentos dos liderados (atendendo; veja também o versículo 15: “o rei não deu ouvidos ao povo”);

3. Fale boas palavras, principalmente diante de uma possibilidade de divergências (falares boas palavras);

4. O que se planta em um determinado momento poderá gerar fruto duradouro (te servirão para sempre); e

5. O resumo da orientação: o segredo da liderança está em servir.

O reio na verdade não gostou desse conselho. Por isso buscou a opinião dos seus amigos. Contrariando o que vimos acima, seus jovens amigos assim sugeriram:

“Assim lhe falarás: meu dedo mínimo é mais grosso do que os lombos de meu pai. Assim que, se meu pai vos impôs jugo pesado, eu ainda vo-lo aumentarei; meu pai vos castigou com açoites, porém eu vos castigarei com escorpiões.” (1Rs 12.10 e 11)
Ele buscou o conselho daqueles que estavam sempre ao seu lado, conheciam seu modo de vida e apoiavam sua forma de pensar. Por isso, ofereceram uma resposta compatível com o desejo do rei. Não pretendiam contrariá-lo, pois “haviam crescido com ele e o serviam.” (1Rs 12.8)

A resposta dura e insensata do rei deu início a uma revolta do povo e gerou a divisão do povo de Israel.

Sua atitude de servir os liderados poderia torná-los seus cooperadores para sempre. Sua decisão de ser carrasco dividiu o povo por vários anos.

Na escola da vida ele foi reprovado no teste da liderança. Tudo indica que também seria reprovado na escola do Carpinteiro de Nazaré. Assim disse o Mestre:

“Quem quiser ser o primeiro entre vós será vosso servo. Tal como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.” (Mateus 20.27 e 28)
Roboão não conhecia as palavras de Jesus. Nós as conhecemos e poderemos segui-las, basta querer...

Celson Coêlho

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho