quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

A VIDA PARECE UM EMARANHADO

Por Celson Coêlho


A vida parece um emaranhado. São pessoas, acontecimentos e decisões. Bons e ruins. Intensos e suaves. Tudo se misturando e resultando no “eu” que somos.

Creio na verdade nos propósitos em tudo. Algo parecido com o trabalho de um tecelão que realiza uma obra de arte com vários fios que isolados parecem não ter valor. A beleza está em conseguir contemplar o todo e não cada fio.

Ravi Zacharias propôs isso no livro o Grande Tecelão. Sendo indiano, fez analogia com os tecelões indianos:

“Ora, se um tecelão comum pode pegar uma poção de fios coloridos e criar uma vestimenta para embelezar a aparência, não seria possível o Grande Tecelão ter um projeto em mente para você, um projeto que lhe adorna, enquanto ele vai usando a sua própria vida para moldá-la segundo o seu propósito, utilizando todos os fios ao seu alcance?” (p. 16)
E assim seguimos nas mãos do Grande Tecelão, Deus. Que Ele nos cuide e faça sua grande obra de arte com todos os fios.

“Nossa vida contém fontes mil,
E morre se uma se esgotar;
Estranho que uma harpa de cordas mil
Mantenha a harmonia por tanto tempo sem parar!” (Estrofe do hino de Isaac Watts, citado por Zacharias, p. 17)


0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho