domingo, 1 de janeiro de 2017

Lucas 1: UM INÍCIO INCOMUM


Por Celson Coêlho

Quando crianças, dizíamos brincando: todo início é pelo começo. Nada mais óbvio...

Iniciando a leitura do evangelho de Lucas encontramos algo incomum. Alguns estarão atentos aos relatos miraculosos do capítulo 1. Creio neles também. Contudo, outra anormalidade aparece ali.

A intervenção divina narrada nesse livro acontece na vida de pessoas comuns. Começa com um tal de Zacarias e uma tal de Izabel. Estende-se a um tal de José e uma tal de Maria.

No livro de Mateus temos: “Jesus FILHO DE DAVI...” e segue-se sua genealogia. Quando Lucas oferece uma genealogia (Lc 3.23) lemos: “Jesus, FILHO DE JOSÉ...” Mateus começa por cima: Davi, o rei. Lucas começa por baixo: José, o... o que mesmo? Ah! O carpinteiro, sua única referência...

O portador da mensagem divina, o anjo, ao aparecer, o faz para essas pessoas. Pessoas comuns. Vemos em Lucas o incomum divino agindo no comum da vida...



0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante.
Porém, comentários ANÔNIMOS não serão publicados.
Celson Coêlho